Minha jornada diaria, meu dojo

Nichijo, Kore Dojo! – O dia-a-dia é o melhor dojo!

O dojo, o “Lugar do Caminho” (o lugar para estudar o Zen) é onde praticamos as nossas artes marciais. É o lugar onde treinamos intensivamente, aprendemos e ajudamos aos outros. É onde travamos batalhas com o nosso ego e onde conseguimos as nossas maiores vitórias.

É o lugar onde buscamos a excelência.

É o lugar sem espaço para o nosso ego, nossos preconceitos, nossos desejos.

É o lugar onde procuramos descobrir o nosso eu verdadeiro.

É um lugar de amor e respeito mútuos.

Aqui buscamos aperfeiçoar o espírito humano através do esforço, da dedicação, do sacrifício, do trabalho duro.

O dojo é um lugar de paz, de harmonia e de manutenção da ordem natural das coisas.

O dojo não tem discriminação, conduta imoral ou sem ética e lá não existem crimes contra seres humanos ou contra a natureza.

No dojo, o propósito comum; o desafio físico e mental; o esforço, o sacrifício e o crescimento comum, geram uma fraternidade única de pessoas, cujas vidas e espíritos estão sendo continuamente forjados e moldados nas chamas do KarateDo.

Nós, artistas marciais, praticantes do verdadeiro Budo, buscamos a paz real, a felicidade, a harmonia e a compreensão de nós mesmos e dos outros. Buscamos a verdadeira iluminação.

O dojo é o nosso Cosmo. A nossa realidade. A vida fora do dojo, o mundo diário, é a Fantasia. Mas é nesta Fantasia que precisamos também viver.

Para que nos tornemos pessoas verdadeiras, para sermos cada vez mais aquilo em que podemos nos tornar, o dia-a-dia também deve ser o nosso dojo.

Só assim poderemos nos tornar um testemunho do Caminho Marcial.

Quando um se tornar o outro. Quando houver apenas um.

Quando a Fantasia se tornar Realidade.

-- 
Graeme McConnell-Brown
traduzido por J.F.Santos- Aizen Brasilia

11 anos 3 semanas atrás